Âme DJ

A mestria com que os ME fundem diferentes influências vem do seu talento como DJ’s. Não cedendo a modas vazias, os seus sets ficam na história da música de dança, continuando sempre muito requisitados em todo o mundo.

ANNA

Nascida no Brasil, a viver em Barcelona, ANNA é altamente requisitada a nível mundial. Criando sucessos em tudo o que se foca. Seja produção de originais para respeitáveis editoras, com remisturas de topo ou a “abanar” as pistas de dança pelo mundo fora. Continua com uma implacável Tour e agenda de produção. ANNA procura exceder as expectativas em todos os aspectos da música.

Ari Girão

Com ARI GIRÃO a música não é um mero capricho. Mesclas funcionais que deambulam por entre o House e o Techno, livre de qualquer pretensiosismo, fazem de Ari um sinónimo de festa garantida. Quer pela sua energia cativante, quer pela sua musicalidade descomplicada, tem conseguido captar a atenção de públicos outrora associados ao movimento mais underground da música electrónica.
Edições em editoras de destaque como a Drumma, acimentam cada vez mais o rumo de uma carreira sólida assente em mérito e trabalho.

Claptone

Há muitas gerações atrás, num mundo já esquecido, uma forma que lembra um pássaro emerge da escuridão arborizada, flutuando e voando, à deriva. Iluminada por um brilho de luz intensa, a forma indecifrável usava uma máscara dourada deslumbrante. O Seu bico longo investiu em direcção ao chão como um chifre invertido e desde então, as pessoas se referiram ao mítico Ser, simplesmente como Claptone.

Cora Novoa

Nasceu na Galiza é compositora de música e Dj. Começou na indústria musical há mais de 10 anos, em 3 áreas diferentes: Técnica, comercial e criativa. Desde há 5 anos atrás que o seu foco é a carreira artística que combina com as suas outras facetas profissionais: Formadora Oficial Ableton, Curadora de conteúdos musicais para a empresa que desenvolve APPS InqBarna, ou como colaboradora no programa “El Laberinto” na RADIO3.

Cruz

A cara dele não é estranha, pois não. O que seria de 10 anos de Bloop sem os 10 da cruz dele? De caminho levado a fazer-nos divertir, dançar e fechar os olhos inspirados pela relação que alimenta com o vinil há mais de uma década? É homem da casa, responsável da editora e nome sublinhado nos mais importantes pousos da cena clubbing nacional e nos mais relevantes festivais de música electrónica do país.Ele promete oferecer-nos outra década bem dançada. Bem vivida. E palavra é palavra.

Curses

Curses é o apelido escuro e romântico do nativo da cidade de Nova Iorque, Luca Venezia. Sempre envolvendo a linha entre a música electrónica e as suas raízes do Rock & Roll. Curses soa como algo saído de uma festa de armazém galáctica ilegal com flashes dos Italo-disco dos anos 80 e New Wave.

Dave Clarke

Pode ser conhecido como The Baron Of Techno, mas Dave Clarke tem uma veia anarquista e o punk na sua alma, não aprova figuras pré-estabelecidas ou autoritarismo. Um purista trabalhador, futurista, geek de tecnologia, gótico e amante de gadgets que abraçou a revolução digital desde o seu início.

Dense & Pika

Formada num dia de inverno de Londres numa notável sessão de estúdio improvisada em 2011; Dense & Pika são uma dupla de produção / artista / DJ britânica composta pelos produtores / DJs Alex Jones e Chris Spero, mais conhecidos como Glimpse. Eles cresceram a ouvir muitos e antigos sons de Acid Techno do Reino Unido.

dOp

Damien, Clement e Jaw passaram anos a trabalhar no mundo do hip-hop em Paris, a sua cidade natal, antes de trocarem para o mundo não convencional da música House e Techno. Um turbilhão de lançamentos resultou nas participações em editoras como Eklo, Supplement Facts and Watergate. O crescimento contínuo da reputação de dOP está sem dúvida ligado às suas performances ao vivo.

Dubfire

Nascido no Irão e criado nos Estados Unidos, a partir dos sete anos de idade Dubfire desenvolveu as suas habilidades em actuações nos clubes locais de Washington, D.C. É um artista cuja unidade, talento e intuição o colocaram no nível superior de artistas electrónicos. Constantemente em evolução, Dubfire está numa classe de pensamento avançado só seu.

Elless & Benn

Durante os tempos antecedente á decisão de passar discos, Elless & Benn utilizaram os dance-floors e as salas de concerto, nacionais e internacionais, como se de uma escola se tratasse, sendo o espaço um elemento influenciador nas escolhas para os seus sets. Com um gosto transversal no género musical, mas com uma linha que os identifica ao mesmo tempo que os une, é com a música electrónica que se gostam de apresentar: techno, house, mínimal, mais espacial ou mais orgânico, e com elementos que nos fazem sentir algo novo. Criaram o projecto Anexo e com isso veio uma residência no Ministerium Club com as noites FLYLOW, partilhando e recebendo na cabine nomes como Barac, Eli Verveine, Julietta , Kiasmos e Tale of Us.

Emauz

Dj e Produtora a viver em Lisboa. O seu vasto espectro musical dá-lhe um jogo de cintura único no que toca a fazer “mexer” uma pista. Apresentadora do programa quinzenal ‘Em Transparência’ da Radio Quântica editou recentemente pelas editoras nacionais Labareda, Extended Records e Paraíso.

Gonçalo

Com uma personalidade tão entusiasta como a do Gonçalo, era mais do que evidente que iria dar frutos. Este português radicado atualmente em Madrid, é dotado de uma mente irrequieta, como bem ilustra todo o seu percurso e carreira até ao momento presente.

Gui Boratto

Começou a trabalhar como produtor, engenheiro de áudio e multi-instrumentista no início dos anos 90. Depois de inúmeras licenças de grandes nomes de editoras internacionais, ele começou a dedicar o seu tempo à própria música, amarrando várias vertentes de pop-infused techno e house e traduzi-los no seu próprio fluxo groove de consciência.

Gunjah

Gunjah olhou ao redor e absorveu os seus pares. Ele não se sente inclinado a ajustar-se e declara honestamente o que ama: boa música. Com o seu amigo de infância Niconé, segue de concerto em concerto (anteriormente como Møenster, agora como Gunjah & Niconé) e celebra a sua devoção aos sons genuínos.

Gusta-vo

Um DJ com versatilidade, conhecimento e aptidão para impressionar quem o escuta, pela coerência e qualidade do que apresenta, adaptadas à ocasião em que o faz. Tal só pode espantar os menos conhecedores do seu percurso.

HNRQ

Dj, nascido Lisboa no ano de 1986, desde cedo foi influenciado por vários estilos musicais e pelo mundo que o rodeia, a sua maior característica é a vontade de partilhar música e fazer pessoas dançar. Desde 2005 que HNRQ chama a atenção dos melhores clubs e festivais do país e o seu trabalho vai para além das pistas de danças trabalhando com reconhecidos artistas plásticos e designers de moda. A música de HNRQ não deve ser descrita deve ser ouvida, apreciada e dançada pela noite fora.

Jackmaster

Jackmaster é obcecado por música desde que começou a trabalhar na lendária loja da editora Rubadub na sua cidade de Glasgow, que continua a citar como sendo a fonte de inspiração para o seu som inigualável. É um dedicado coleccionador de preciosas raridades do disco e do funk.

Jasper James

Um Dj e produtor com um talento que vai muito para além dos seus anos. Criou a sua própria marca de house e techno através de Dj sets nas discotecas mais respeitadas do mundo tais como Fabric, The Warehouse Project, Smartbar ou LUX.

John-e

Com a sua experiência a tocar John-e ganhou raízes electrónicas Britânicas: tocando vários estilos musicais como por exemplo Break-beat, minimal techno, progressivo ou deep house, misturando um bocado de tudo.

Kaesar

Kaesar, o inquieto, profundo conhecedor de música bem para além da electrónica que domina como poucos. De Norte a Sul tem feito dançar, em contextos do mais underground aos mais explosivos – como o festival Neopop em Viana ou o Universo Paralello no Brasil, país irmão que é a sua segunda casa. Mais do que presença, é uma inspiração. Referência da editora e promessa de festa boa, de bom balanço como o seu.

Kölsch

O trabalho de Kölsch provou reescrever o livro de regras sobre a produção de techno, num percurso melódico e induzido pela emoção. Kölsch retorna à Kompakt este ano com o seu muito aguardado álbum ‘1983’, uma verdadeira master class de um dos melhores DJ’s de techno.

Kosme

Com uma energia excepcional e um carácter único, Kosme partilha a sua visão do House e do Techno com um público atento. Os seus sets são cheios de paixão e um groove contagioso, com as suas influências ecléticas a serem refinadas aos gostos modernos.

Maelstorm

Com uma história enigmática que incorpora quase duas décadas de alianças e projectos secundários criados fora nas festas gratuitas dos armazéns, campos e caves, é sob este apelido que o artista se autocriou verdadeiramente. A sua habilidade vai desde os 135 bpm de ondas poderosas para uma pensativa e subtil música ambiente.

Magda

Magda definiu-se como uma DJ sob a alçada de Minus, mas desde então que forjou o seu próprio caminho. Com uma mente aberta, Magda vai procurar tudo o que lhe parecer certo; Desde colaborações para tecnologia, moda e arte. Magda criou uma expressão verdadeiramente única e multifacetada de si mesma.

Marvin & Guy

O projeto Marvin & Guy nasceu sob a sombra de uma palmeira enquanto um flamingo ouvia a música tropical, em 2011. A dupla lançou o seu primeiro EP com a editora japonesa Let’s Get Lost, a criança impertinente no expansivo grupo Mule Musiq.

Mathew Jonson

Mathew Jonson realmente é único. Ele desenvolveu uma das vozes mais distintivas da música de dança electrónica: quando se ouve um dos sons de Jonson, quase imediatamente o identificamos. E, no entanto, não há como confundir uma música com outra. A sua sonoridade oferece uma rara fusão de intensidade populista e musicalidade diferenciada.

Mavria

Nasceu e vive no Porto, cidade onde frequenta as cabines dos clubes há mais de 6 anos.
Sonoridades puramente electrónicas, do Bass ao Acid House, do Disco ao Techno, quando as palavras de ordem são estas, MVRIA conduz a pista com destreza e elegância.
Responsável por festas como Grrrl Riot e Aerobica, residente no Passos Manuel onde também faz programação, metade da dupla Light Machine com João Vieira (DJ Kitten/White Haus) e autora do “Bulir” – programa mensal na Rádio Quantica – MVRIA já partilhou cabine com nomes como Daniel Avery, Xosar, Bonobo, Helena Hauff, Nina Kraviz, Lindstrom ou Clara 3000

Michael Mayer

Como DJ, produtor e remixer, Michael Mayer continua a ser uma das principais celebridades da música de dança na Alemanha. Não é segredo que passa os seus fins de semana a viajar pelo mundo. É provável que durante toda a sua carreira tenha tocado para milhões.

Miss Kittin

Nascida em Grenoble Caroline Hervé, aka Miss Kittin ao longo dos últimos anos tornou-se numa das mais influentes dj’s e vozes a emergir da cena da música electrónica. O seu produtor de longa data, The Hacker e, muitos outros, confirmam o seu status de estrela.

Nic Fanciulli

Nic Fanciulli tornou-se num dos mais influentes artistas a sair da cena internacional da Dance music dos últimos anos.Com muitos trabalhos em constante progresso, Fanciulli destaca-se como um verdadeiro multifacetado artista em todo o mundo, sendo talvez essa a chave para a sua longevidade numa indústria que cresce a um ritmo veloz.

Oxia

Olivier Raymond, nasceu em 1971 em Grenoble (França), descobriu a cena disco e funk ainda na sua adolescência. Até 2016, o alicerce do house & techno francês de qualidade – OXIA – criou um número incontável de clássicos, que passaram no teste do tempo, com um grande número de mix compilations em seu nome, tendo ainda gerido várias produtoras discográficas.

Paul Ritch

As produções e performances de Paul Ritch, caracterizadas pelo poderoso e harmonioso techno com um toque de pura emoção, representam o seu verdadeiro som – que o projetou para um reconhecimento global. Sem dúvida, 2016 será transcendente para Ritch e, à medida que continua a crescer e atingir metas ainda maiores, não pára e sempre a fazer parte da cena mundial da música electrónica.

Peggy Gou

Estreou-se na gravação em janeiro de 2016. Com uma gama diversificada de inspirações, incluindo J Dilla, Patrick Cowley, Yellow Magic Orchestra e DJ Sotofett, as suas produções imediatamente chamaram a atenção pela maturidade dos seus sons.

Pena

Com uma sólida carreira de dj a nível mundial, refletida em quatro Danceclub Magazine awards, headman da Flow, uma editora de renome e uma personalidade suave, Dj Pena é um dos líderes portugueses do movimento progressivo no mundo.

Radio Slave

Através do seu estilo único de produção, Matt conseguiu esculpir o seu próprio e distinto Radio Slave, que muitos tentam reproduzir e que o torna num remixer muito procurado. Como DJ, Matt tem tanta procura quanto as suas skills de produção.

Rex the Dog

Rex the Dog é responsável por alguns dos mais exuberantes singles de Electro-House, inspirados pelos anos 80. Antes do veterano produtor Jake Williams (também conhecido como JX) ter confirmado os rumores do seu envolvimento, o mistério em torno da identidade de Rex the Dog ganhou a atenção dos círculos eletrónicos – mas nunca ofuscou a própria música, com reconhecida e impressionante modelo simples, com resistentes batidas midtempo, baixos flutuantes e sintetizações melódicas com violões (e ocasionalmente vocais) filtrados em delírio.

Robag Wruhme

Com o este pseudónimo o produtor deu os seus primeiros passos na Kompakt com a selecção e mistura do Wuppdeckmischmampflow de 2011, que incluía material de Ricardo Villalobos, Claro Intelecto e Four Tet, entre outros. O seu estilo sempre foi mais minimal techno e microhouse.

Samo DJ

Samo DJ de Estocolmo continuamente sabota o modelo com produções distintivas que sem medo compactam uma miríade de ideias dementes com toque escandinavo.
Responsável por vários e espectaculares lançamentos L.I.E.S. As mirabolantes edições e remixes de Samo DJ também foram emitidas por Public Possession, Macadam Mambo and Klasse Wrecks.

Saoirse

A primeira incursão de Saoirse no campo da música electrónica chegou em idade muito jovem, acompanhando a mãe em festas e delírios gratuitos no seu país de origem, a Irlanda. Não demorou muito para que cada último cêntimo fosse gasto em vinil e todas as horas extras passadas em busca de CD’s antigos e novos. O seu interesse e conforto com toda a variedade de géneros significa que ela é capaz de fazer sons sem esforço, em medidas iguais de estilo e facilidade.

Scharre

Felizmente Scharre foi apanhado pelo enorme movimento techno em 1992, levando-o directamente para os eminentes clubes Omen e Dorian Gray em Frankfurt e abrindo a sua mente para a música electrónica. Fazer parte de uma multidão extática não era suficiente para o ambicioso Scharre.

Sheri Vari

Reclusiva e enigmática, Mariana Cruz já teve algumas encarnações artísticas desde que começou a ser reconhecida como uma das mais talentosas dj’s de Portugal em 2003, um raro caso de uma jovem vitoriosa num meio misógino, infecto de uma presença masculina quase absoluta.

Spencer

Um dos co-fundadores da editora Numbers de Glasgow, Spencer começou novo. Durante a sua adolescência, faz agora quase uma década, que embarcou no planeamento de festas e no lançamento de gravações. Desde que iniciou o trabalho na mundialmente reconhecida loja da editora de Glasgow Rubadub, aprimorou as suas habilidades como DJ com o amigo dos tempos de escola Jackmaste.

Talaboman

Já passaram mais de dois anos desde o EP ‘Sideral’ de Talaboman, uma versão conjunta em Hivern Discs e Studio Barnhus. Foi a estreia colaborativa de John Talabot e Axel Boman que marcou um novo som para o par, composto por ricos motivos de sintetizador e programação de bateria vibrante e afro-infundida. Os dois artistas tiveram sucesso independente, cada um na sua carreira, e foram responsáveis por alguns dos mais bem recebidos lançamentos de música de dança nos últimos anos.

Trikk

Trikk foi elogiado como um talento jovem e acolhido por muitos como uma nova estrela a ter em conta. Depois de lançar em Labels como ManMakeMusic e Lossless e com remixes para Hotflush Recordings, Pets Recordings e muito mais, não há mais nada a provar.

Vasco Valente

Vasco Valente nasceu no coração da mais velha e demarcada região de vinhos do mundo, o Douro, em Portugal. Divide-se entre a música e a produção de vinho. É Dj desde 2005.

Vera

Constantemente em evolução e captando os impulsos. Segue a sua intuição ao em vez das tendências, continua a surpreender com os seus inesperados sets, com um toque feminino.
As suas raízes remontam à idade de ouro do techno e house do início dos anos 90. Com mais de uma década de experiência atrás dos decks, tornou-se uma DJ muito requisitada, com actuações por todo o mundo. Ao mesmo tempo continua a ser uma dica interna para muitos.

VIL

VIL é um dj e produtor de Lisboa, Portugal. Uma entidade orgânica que explora a textura base das suas inspirações diárias do Doom/Black Metal, Techno e Breakbeat. Nas produções e djsets, VIL cria e dissipa tensão, levando-nos por um intenso e incerto caminho cinzento do futuro, onde a energia flui lado a lado com a melodia.

Wla Garcia

O Amor de Wla pela música foi herdado do pai, que ouvia Jazz, Blues e Disco na sua infância. Em adolescente Wla testemunhou o início do movimento da música de dança em Portugal raças ao seu irmão mais velho XL, que já era dj em clubes por todo o país. Wla ficou tão exicitado com aquilo que viu que decidiu arranjar a sua própria 1200’s e aos 12 anos de idade mais um amigo aprenderam sozinhos a arte da mistura. Em meados de 90 começou a organizar eventos em clubes para jovens e antes de se aperceber estava a tocar em todas as venues em Portugal onde as pessoas adoravam o seu sentido de ritmo e a sua dinâmica natural no dancefloor. Wla desenvolveu um conceito seu muito popular chamado “Saturday” onde agendou artistas internacionais como Gayle San, Trevor Rocklife, Mike Dearborn, Craig Walsh e Josh Wink, fazendo de Wla um nome de culto em Portugal.

Wolf Müller

Um homem de muitos pseudónimos. Fomos tratados com um conjunto maravilhosamente psicadélico e mexido do homem por trás do rótulo Themes From Great Cities. O homem por de trás de alguns dos lançamentos mais interessantes dos últimos anos, Jan Schulte aka Wolf Müller aka Bufiman foi subindo lentamente e é agora um dos mais emocionantes artistas da música electrónica.

Media partners / Sponsors